Recursos para asfalto novo na Via Expressa [Portal VozdoCLIENTE]

Recursos para asfalto novo na Via Expressa Otempo





O prefeito Carlin Moura garantiu recursos para o recapeamento de todo o asfalto da Via Expressa, no trecho de Contagem. Desejo antigo da população contagense, as obras, orçadas em cerca de R$ 40 milhões, já estão em licitação. São R$ 23,5 milhões dos cofres municipais, por meio de financiamento da Caixa Econômica Federal (CEF), dentro do Corredor Leste-Oeste, via PAC Mobilidade, e R$ 16,5 milhões via convênio com governo estadual, assinado em maio e apresentado à população durante a cerimônia de inauguração da Nova Maternidade Municipal, no sábado (21). A previsão dos editais publicados é que as execuções comecem no próximo semestre.

Carlin Moura, que atuou diretamente para a assinatura do convênio com os governos estaduais e federais, ressalta a importância das intervenções. “O trecho da Via Expressa em Contagem nunca passou por grandes obras, apenas resoluções paliativas. Era fundamental o completo recapeamento da via. Com esses recursos, vamos resolver a questão do asfalto e sinalização na Via Expressa, levando mais qualidade de vida, agilizando o trânsito e reduzindo custos com manutenção”.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, destacou que a Via Expressa é uma das principais vias de trânsito rápido da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). “A Via Expressa recebe mais veículos por dia até do que a Linha Verde. Ela é de fundamental importância não só para Contagem, mas para toda a Grande BH, devido à grande circulação de pessoas e veículos”.

As obras de novo asfalto dos 14km da Via Expressa, que cortam o município de Contagem, é uma necessidade antiga para a melhoria da via. Para isso, parte dos recursos já tinha sido obtido com o governo federal, via PAC Mobilidade Médias Cidades. O trecho entre a avenida Helena de Vasconcelos e o Terminal Petrolândia está inserido nas obras do Corredor Leste-Oeste, já em licitação. Já o trecho entre o Petrolândia e a divisa com Betim, assim como da avenida Helena de Vasconcelos até a divisa com Belo Horizonte, estão contemplados no convênio com o governo do Estado. Construída pelo governo estadual nas décadas de 1970 e 1980, a Via Expressa possui extensão de cerca de 25 km, sendo 6 km em Betim, 5 km em Belo Horizonte e 14 km em Contagem. 

Cerca de 75% do tráfego na Via Expressa é de carros, ônibus e caminhões de outros municípios, que optam por desviar do trânsito das BRs 381 e 040. Apenas 25% do tráfego é de carros da cidade. Por dia, entre 70 e 90 mil veículos passam pela Via Expressa.



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!