Treinador de FUTEBOL em Clube na Pampulha(BH/MG) é indiciado! Ele pagava R$5 para que vítimas não contassem sobre abuso sexual [Portal VozdoCLIENTE]

Treinador de FUTEBOL em Clube na Pampulha(BH/MG) é indiciado! Ele pagava R$5 para que vítimas não contassem sobre abuso sexual Polícia Civil/MG


Divulgação/PCMG



A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu o inquérito que investigou um treinador de 56 anos, denunciado por abuso sexual. As investigações identificaram oito vítimas, entre sete e 15 anos de idade.

Sendo sete alunos, e uma menina, que costumava acompanhar os treinos em uma escola de futebol no bairro Braúnas, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte.

Assédio Sexual

No indiciamento, realizado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), a delegada Ana Patrícia Ferreira França, aponta os crimes de estupro de vulnerável, assédio sexual e o crime previsto no artigo 241-D, §1º, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O crime consiste em facilitar ou induzir o acesso à criança de material contendo cena de sexo explícito ou pornográfica com o fim de com ela praticar ato libidinoso. Segundo a delegada, ¿se somadas as penas o acusado pode ser condenado por até 20 anos de reclusão ¿. Explica Ana Patrícia.

Além da oitiva de 13 envolvidos, o inquérito contém exames de corpo de delito, pedidos de perícias em equipamentos eletrônicos arrecadados no dia da prisão e após o cumprimento de mandado de busca e apreensão realizado na residência e no clube onde trabalhava.

Na ocasião, foram apreendidos três celulares, um gabinete de computador, dois notebooks, cinco pen drives, quatro CDs, três DVDs e um cartão de memória que estão sob análise do Instituto de Criminalística e podem apontar outros crimes após conclusão da perícia.

A prisão

Após denúncia de um pai de aluno, em 13 de agosto, a Polícia Civil solicitou a prisão preventiva, que foi decretada na mesma data, e o suspeito encaminhado ao Sistema Prisional.

As primeiras denúncias identificaram quatro vítimas entre 10 e 15 anos, que relataram que o suspeito levava presentes e, ás vezes, dava quantias entre R$5 e R$10 para que não contassem sobre os abusos.

Os alunos contaram também que tudo acontecia no clube, antes ou após os treinos.



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!