História de Contagem: OURO na MATRIZ DE SÃO GONÇALO, a história da igreja e da cidade de Contagem/MG [Portal VozdoCLIENTE]

História de Contagem: OURO na MATRIZ DE SÃO GONÇALO, a história da igreja e da cidade de Contagem/MG Portal TV NMR




Do site/canal TVNoMeiodaRua - Moro mesmo no meio da rua TV NMR:

Há sutis controvérsias na história de Contagem. Inclusive uns falam CONTAGEM DAS ABÓBORAS até hoje... Mas históricos - como a Prefeitura e o CEFET - insistem que o nome vem do posto de registro (onde se fazia a CONTAGEM do gado). E de onde veio as Abóboras?. Bem... Havia um sítio cujo nome era Sítio das Abóboras...

Em 1716, o Brasil era colônia de Portugal. A coroa portuguesa instalava postos de registros em várias cidades brasileiras para fiscalização e arrecadação de impostos. Um posto de registro foi instalado na Região das Abóboras.

Em torno dela, surgiu o povoado “Arraial de São Gonçalo da Contagem das Abóboras”.

O nome Contagem faz referência à contagem das cabeças de gado, de escravos e mercadorias que eram taxadas no posto de fiscalização.
Em 30 de agosto de 1911, Contagem foi transformada em município. Com a expansão Industrial no Brasil, a cidade foi escolhida para ser um polo industrial do Estado. Nas décadas de 60 e 70, foram criados a Cidade Industrial Juventino Dias e o Centro Industrial de Contagem (Cinco).

A história oficial da Prefeitura de Contagem:
A história de Contagem se divide em três grandes momentos. O marco inicial foi a instalação de um posto de fiscalização no Sítio das Abóboras, no início do século 18. Em 1897, a capital foi transferida para Belo Horizonte e impulsionou o crescimento de Contagem. Em 1941 a instalação da Cidade Industrial moldou as feições que o município assumiu nos anos seguintes.

O Registro das Abóboras

No período do Brasil Colônia, a vida em Minas decorreu sob o signo da mineração. Para manter o controle sobre a atividade
econômica, a Coroa Portuguesa instalava postos de fiscalização e arrecadação chamados postos de registros. Um desses postos foi instalado na região conhecida como Abóboras. Em torno desse posto, surgiu um pequeno povoado e a população ergueu uma capela para abrigar o santo protetor dos viajantes, São Gonçalo do Amarante. Foi assim que surgiu o arraial de São Gonçalo da Contagem das Abóboras, uma homenagem ao Santo e uma referência à contagem das cabeças de gado, de escravos e mercadorias para serem taxadas.

E a empresa São Gonçalo?

HISTÓRICO DA SÃO GONÇALO (Fonte: site da empresa, em 2019)

A SÃO GONÇALO iniciou suas atividades em 1958, com duas jardineiras Chevrolet, 48 e 50, fazendo as linhas 70 (Contagem/Belo Horizonte – via Eldorado), e 107 (Contagem/Belo Horizonte – via Bernardo Monteiro).

A empresa foi responsável pela criação de diversas linhas, tais como: Retiro, Nova Contagem, Novo Retiro, Petrolândia, Cidade Industrial, Vila Cristina, Independência, Três Barras, dentre outras, possui sede própria, num terreno de mais de 100.000m2 e cerca de 12.000m2 de área construída, que engloba todos os setores da empresa.

A empresa conta atualmente com uma frota de 311 ônibus urbanos, emprega diretamente 817 pessoas e transporta mensalmente cerca de 1.800.000 passageiros nas suas linhas municipais e intermunicipais.


Vídeos recomendados:

Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias