Passarelas de BH: Esconderijos e sujeiras. O caso da Trincheira da RAJA Gabaglia. Deveríamos repensar essas estruturas? [Portal VozdoCLIENTE]

Passarelas de BH: Esconderijos e sujeiras. O caso da Trincheira da RAJA Gabaglia. Deveríamos repensar essas estruturas? Portal TV NMR




O cruzamento Avenida do Contorno com Avenida Álvares Cabral e Raja Gabáglia foi durante muito tempo um ENTRAVE no trânsito da região do Santo Agostinho, Lourdes, Monsenhor Messias e Gutierrez.

Com a construção da TRINCHEIRA DA RAJA, a questão do trânsito melhorou muito pois o impedimento da Contorno foi totalmente retirado, ficando apenas a chegada/saída ao Santo Agostinho pela Raja Gabáglia com o trânsito cruzando com o volume de carros vindo da Contorno específico na região.

Mas isso trouxe a necessidade de duas passarelas, ambas ficam a cerca de 150 metros de cada lado da trincheira e receberam uma estrutura de bordas triangulares até fazendo jus 'a selva de pedra que a cerca a trincheira.

Essas passarelas são muito estranhas: e justamente quando estou falando disso passo por duas situações: uma é ver transeuntes subindo e descendo a passarela em atitudes no mínimo estranhas, outra é dar de cara com alguém SENTADO no meio da passarela ao subir.

Coisas de BH, mas que servem de modelo A NÃO SER SEGUIDO.

Alguém tem alguma ideia de como fazer passarelas melhores?

Abraços!


Vídeos recomendados:

Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias